terça-feira, 30 de outubro de 2012

Comedimento

Se a dor doesse dentro e não arredasse, daria a disposição um dragão,
que em dois dias devoraria o coração e daria claridade a ele próprio,


morrendo no desvario pela vitória da ilusão.

Mas posto que a dor dói fora, dando ao mundo suas dádivas, põe
destemido quem julga que é capaz de ser doente de amor,


nascido no desvario pela derrota da desilusão.

Um comentário:

  1. Ah que triste. Mas a luta é que nos fortalece né.
    Beijos amado!

    ResponderExcluir